Loading...

Bicicletas Eletricas – Pedalar nunca foi tão fácil!

Com uma bicicleta elétrica não se vai cansar tanto e consegue atingir maior velocidade e distância do que com uma bicicleta convencional. O peso é ligeiramente superior e o preço substancialmente maior, mas os benefícios compensam: da diminuição do uso do automóvel ao exercício físico, até para pessoas com limitações a nível de mobilidade. Por isso… toca a pedalar!

As bicicletas elétricas, como o nome indica, utilizam um motor elétrico para ajudar na propulsão do veículo. A única emissão de CO2 está relacionada com a eletricidade necessária para carregarem a bateria, de resto não há gases poluentes. A par do motor, bateria e controlador eletrónico, vêm equipadas com luzes, travões, descanso e mudanças, tal como os modelos convencionais, mas são mais pesadas e, claro, mais caras.

Características

Genericamente, existem dois tipos de bicicleta elétrica: o primeiro é o das bicicletas sem acelerador, cujo motor é ativado conforme pedala, desencadeando assim a energia e podendo alcançar 25 km/h. O segundo é o grupo das bicicletas com acelerador que possuem a opção de só acelerar, só pedalar ou juntar ambas as combinações. Alguns modelos incluem um mecanismo de assistência ao arranque, particularmente importante para pessoas que costumam aventurar-se em percursos íngremes, outros combinam o motor com travão elétrico de modo a que parte da energia produzida durante as travagens ou descidas seja devolvida à bateria, aumentando-lhe a autonomia.

Velocidade

Apesar de existir uma grande variedade a nível de bicicletas elétricas, pode-se afirmar com segurança que os modelos mais leves conseguem velocidades entre 20 km/h e 32 km/h, enquanto os mais potentes chegam aos 45 km/h.

Baterias

As baterias das bicicletas elétricas podem ser carregadas em qualquer tomada, sendo que quanto maior a capacidade de amperes-hora (Ah), maior é a autonomia. Contudo, o modelo e o esforço associado à assistência durante o arranque e o percurso que efetua, também interferem na autonomia. A saber, cada bateria tem, normalmente, uma vida útil de 500 ciclos de carga/descarga completa. Para ter uma ideia, isso equivale a cerca de dois anos de utilização diária. Porém, mesmo que não ande de bicicleta com frequência, deve trocar a bateria de 4 em 4 anos.

Principais benefícios de uma bicicleta elétrica

 

  • Veículo praticamente não poluente que pode circular em qualquer vila ou cidade de forma prática e rápida!
  • Ideal para quem tem alguma limitação física ou simplesmente para quem não quer suar.
  • Alternativa certeira para automóveis e transportes públicos.
  • Incentiva o exercício físico, facilita trajetos com subidas e permite um menor esforço a pedalar, que aumenta a confiança dos ciclistas, impelindo-os a efetuarem distâncias maiores.
  • Diminuição de despesas com deslocações, seguros, impostos, estacionamento, etc.

Texto: Sofia Santos
Imagem: Unsplash | Michal-Wichrzynski

Artigos recentes