Loading...

“Lisboa, Cidade de Todas as Idades” lança nova brochura por ocasião do primeiro aniversário

A 2 de fevereiro de 2018, nos paços do concelho da Câmara Municipal de Lisboa (CML), deu-se o primeiro passo para uma das mais significativas estratégias para a cidade. Assinou-se nesse dia o “Lisboa, Cidade de Todas as Idades”, um protocolo de colaboração entre a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e a CML, ao qual viriam a associar-se importantes organizações, como o Instituto de Segurança Social (ISS), a Administração Regional de Saúde e Vale do Tejo (ARS LVT) e a Polícia de Segurança Pública (PSP).

Durante este primeiro ano, muitos foram os desafios que pudemos ultrapassar, sendo que esta estratégia resulta em muito da auscultação à Rede Social de Lisboa, no período de 14 a 26 de fevereiro de 2018. O trabalho desenvolvido até ao momento tem sido de grande riqueza, quer do ponto de vista da diversidade, quer do ponto de vista da flexibilidade que temos de adotar para que o discurso vá ao encontro da vontade e dos desígnios das pessoas deste grupo etário.

No mês do primeiro aniversário desenvolvemos uma nova brochura, que pretendemos que esteja em linha com o resultado desta escuta ativa que empreendemos, afirmando o ponto de situação da evolução do Programa “Lisboa, Cidade de Todas as Idades”.

 

Vigência de dois anos

 

O nosso objetivo é que esta nova brochura tenha uma vigência de dois anos e que se enriqueça com sucessivas auscultações à Rede Social, para que cresça e se fortaleça neste diálogo plural. Com este propósito de difusão e disseminação, que pretendemos que seja nacional e internacional, inspiramo-nos nos mais recentes documentos de reflexão/ponderação, dos quais salientamos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2030, a Declaração Ministerial de 2017 (UNECE) e as mais recentes evidências científicas.

Identifica-se a diversidade de situações das pessoas de idade avançada da cidade, através de uma análise aos desafios e às oportunidades específicas da atual estrutura populacional, valorizando-se as respostas que integrem os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável 2030 que estimulem a participação social e comunitária.

Na nova brochura expõem-se também a missão, os objetivos e os três eixos (Vida Ativa, Vida Autónoma e Vida Apoiada), que se traduzem em várias ações e pilares estratégicos, baseados no compromisso dos vários parceiros envolvidos e da própria Comunidade. Esta apresenta, ainda, o Projeto Radar, criado no âmbito do programa e que consiste num plano de intervenção comunitária e de desenvolvimento local, baseado numa abordagem à metodologia de investigação participativa, que tem como objetivo central o levantamento e o acompanhamento das pessoas 65+ que estejam em situação de isolamento e de solidão severa.

O “Lisboa, Cidade de Todas as Idades” vem reforçar e desafiar as políticas existentes no âmbito da longevidade, com a intenção de inovar e modernizar, tanto as metodologias utilizadas, como os domínios e os modelos de intervenção. O propósito é ir ao encontro da vontade das pessoas 65+, adequando e antecipando respostas/soluções às transformações que irão ocorrer previsivelmente até 2026, desenvolvendo medidas que nos permitam ter uma cidade de e para todas as idades.

Texto: Drª Maria da Luz Cabral – Coordenadora da Unidade de Missão Santa Casa – Artigo Publicado em Impulso+| Publico

Imagem: SCML

Artigos recentes