Loading...

Encarar o envelhecimento de forma positiva

 

Envelhecimento positivo é o tema de um artigo publicado no “Jornal da Madeira”, pela professora Micaela Neto, na rubrica de opinião, onde chama atenção que envelhecer toca a todos. E que cabe a cada um de nós fazer desta fase de vida algo pleno e positivo.

Fazer desta etapa de vida uma verdadeira oportunidade para, ao envelhecer, podermos viver sonhos, executar projetos e realizar iniciativas que não tivemos oportunidade de concretizar até aqui. E assim tornar o envelhecimento como algo positivo.

“Eu cá quero é viver muito, mas muito mesmo, assim para além dos 100. Quero ter a oportunidade de desafiar os obstáculos, testar a prevenção e dar a volta às limitações que possam aparecer. Quero aprender muito e ter sempre a noção que sei pouco, aprender com os erros e com o conhecimento dos outros, mudar a minha vida e direccioná-la no sentido do destino que mais alegria proporcionar. Não sei se quero que me chamem velha ou idosa ou sénior, aliás e sem lhe atribuirmos as típicas conotações negativas, qualquer uma destas palavras representa um estatuto superior, uma classe de privilegiados, um conjunto de pessoas de valor acrescentado. Não quero chegar depressa, mas quero chegar lá e por lá ficar por muito e muito tempo.”

“Agarro-me a estas minhas convicções, que não são ilusórias e procuro seguir com a disciplina necessária as indicações que o conhecimento do presente proporciona, melhorando a condição física, mental e emocional, para que os anos passem, mesmo parecendo não passar e que a cada ano que acaba, o grau de satisfação seja sempre superior ao do ano anterior.”

E assim, sim, se dará vida aos anos e não apenas anos a vida (Vaillant), envelhecendo de forma positiva.

Texto: Sofia Alçada
Imagem: Unsplash | Eberhard Grossgasteiger

Artigos recentes