Loading...

Fruta Feia um projeto para gente bonita

Criar um mercado alternativo para a fruta e legumes “feios” que consiga alterar padrões de consumo, faça ganhar consciência para este problema de desperdício desnecessário e que gere valor para os agricultores e consumidores.

Sabia que cerca de metade da comida produzida no mundo por ano vai para o lixo?  Segundo a FAO (Food and Agriculture Organization), o desperdício alimentar nos países industrializados ascende a 1,3 mil milhões de toneladas por ano, o que seria suficiente para alimentar cerca de 925 milhões de pessoas que todos os dias passam fome. Este desperdício acarreta consequências éticas e também ambientais, pelo gasto desnecessário dos recursos usados em toda a cadeia de produção.

São vários os motivos para este desperdício: Modelos de produção intensivos, condições inadequadas de armazenamento e transporte, prazos de validade apertados e promoções que encorajam os consumidores a comprar em excesso.

Outro problema é a preferência dos canais de distribuição por frutas e legumes “perfeitos” em termos de formato, cor e calibre. Esta exigência é responsável por um desperdício de cerca de 30% do que é produzido pelos agricultores.

Assim surge a Fruta Feia

Surge da necessidade de inverter estas tendências de normalização de frutas e legumes que não têm a ver com questões de segurança e de qualidade alimentar.

Criar um mercado alternativo para a fruta e legumes “feios” que consiga alterar padrões de consumo, faça ganhar consciência para este problema de desperdício desnecessário e que gere valor para os agricultores e consumidores. Ao alterar padrões de consumo, este projeto pretende que no futuro sejam comercializados de forma igual todos os produtos hortofrutícolas com qualidade, independentemente do tamanho, cor e formato.

Como impactos paralelos, a consciencialização da população para a problemática do desperdício alimentar e para o facto dos alimentos feios não serem lixo, e também a possibilidade de consumir produtos da época e da região a um preço mais baixo.

Como se inscrever:

Para se inscrever, poderá usar este link aqui .

Na recolha da primeira cesta de Fruta Feia, pagará uma quota anual de 5 €.

Ao aderir, será incluído numa lista de consumidores interessados e assim que houver vagas numa das delegações da sua residência e/ou trabalho, entram em contacto consigo para começar a recolher a cesta de frutas e legumes semanalmente no local em causa. Não se fazem entregas ao domicílio, para evitar custos ambientais e económicos associados ao transporte porta-a-porta.

Todas as semanas a Fruta Feia trabalha diretamente com os produtores da região, recolhendo as hortaliças e as frutas pequenas, grandes ou disformes que estes não conseguem escoar. Com estes produtos, preparam as cestas de dois tamanhos para entregar aos consumidores associados da Fruta Feia CRL – Cesta pequena – contém 3 a 4kg, e 7 variedades e um custo de 3,50 € e Cesta grande que contém 6 a 8kg, e 8 variedades e um custo de 7€, podendo alterar antecipadamente algum dos elementos. Cada consumidor define qual o tipo de cesta que pretende receber.

Para já existem cooperativas da Fruta Feia nas cidades de Lisboa, Almada, Cascais e algumas zonas do distrito do Porto. Mas dado a importância e relevância do projeto é de esperar que venham a abrir mais cooperativas ao longo do país.

Se quiser saber mais, consulte o site http://frutafeia.pt/pt

Texto: Sofia Alçada
Imagem: Unsplash | Aperture Vintage

Artigos recentes