Loading...

Jardinagem para todos!

Está com vontade de transformar o seu quintal num pequeno jardim sem gastar muito dinheiro? Pois bem, está a ler o artigo certo! Não é preciso conhecimentos avançados de jardinagem nem gastos supérfluos para dar vida e cor a esse espaço nas traseiras ou à frente da sua porta de entrada. Só necessita de força de vontade e criatividade. E, claro, um pouco de terra, plantas, flores, pás, ancinhos…

Jardinagem para todos? Claro que sim! São apenas três os passos que deve dar rumo à transformação do seu quintal sem graça no jardim dos seus sonhos. Sugestões simples e práticas pensadas, precisamente, em leigos na matéria que não sabem (ou pensam que não sabem) fazer jardinagem.

  1. Plantar

Em primeiro lugar, não precisa de ir a correr comprar sementes e plantas, pode começar por cuidar das plantas que já possui em sua casa, removendo as folhas secas, ervas daninhas e verificando se as raízes estão saudáveis. Até poderá transplantar espécies de plantas que já possuí para novas áreas do seu jardim. Mas antes disso, dedique algum tempo livre a estudar as condições naturais do seu espaço e a aprender os princípios básicos do cultivo (existem guias sobre jardinagem na Internet), para que as suas plantas possam crescer de forma bonita e diversificada. E não tente fazer tudo num dia! A ideia é ir preenchendo progressivamente essa zona, que antes era terra e que agora começa a ganhar vida e cor.

  1. Adubar

Já pensou em usar materiais orgânicos do dia a dia para criar adubo natural para seu jardim? É uma excelente ideia! Materiais como cascas de ovo, filtros de café, restos de frutas, legumes e verduras, folhas secas, aparas de relva e madeira, entre outros, podem ser utilizados de maneira a criar um adubo barato e rico em nutrientes para as suas plantas. Mas não se esqueça de manter essa pasta húmida e coberta, mexendo de vez em quando, de modo a obter um composto orgânico saudável… em menos de um mês!

  1. Decorar

A decoração do seu jardim pode ser feita com objetos que tenha em casa, aparentemente inúteis, mas que se forem reaproveitados podem trazer excelentes resultados. Por exemplo, caixas de madeira e grades de cerveja servem de floreiras; garrafas de água e pneus, de vasos; pedaços de madeira, mármore, tijolos, pedras e pedrinhas decorativas podem formar caminhos por onde as pessoas possam passar sem pisar a relva. E depois, aos poucos, comece a colocar flores (plantando diretamente no chão, em pequenos grupos divididos por espécies/cores, ou em vasos).

Jardinagem para todos? Sim, porque a imaginação humana não tem limites!

Texto: Sofia Santos
Imagem: Unsplash | Francesco Gallarotti

Artigos recentes