A Fundação Calouste Gulbenkian recebe o 2.º Encontro de Recrutamento para Pessoas com Deficiências no dia 18 de outubro. Este ano em destaque estará o seminário ‘Emprego Inclusivo’.
O Governo lançou, a 13 de outubro, a campanha ‘Exploradas e tratadas como lixo’, uma iniciativa que visa alertar para a problemática do tráfico de crianças e apelar para que os portugueses avisem as autoridades sempre que suspeitarem de algum caso.
Termina a 15 de novembro o prazo para apresentação de candidaturas à 12ª edição do Prémio ‘Igualdade é Qualidade’.
A passagem do furacão Matthew foi devastadora. No Haiti pelo menos 1,4 milhões de pessoas precisam urgentemente de assistência e surge agora a ameaça de uma nova epidemia de cólera.
António Guterres, sucede a Ban Ki-moon e, será o novo secretário-geral da ONU em funções a partir de 1 de janeiro de 2017.
São as crianças aquelas que mais expostas estão à pobreza. Esta é a principal conclusão do mais recente estudo do Banco Mundial e da UNICEF que revela que a população infantil sofre duas vezes mais da condição de pobreza do que a adulta.
Existem atualmente cerca de 50 milhões de crianças desenraizadas, das quais 28 milhões deixaram as suas casas devido à guerra, às alterações climáticas ou à pobreza extrema.
A Assembleia da República recomendou ao Governo a realização de uma campana pública de divulgação do Complemento Social para Idosos (CSI). O objetivo é garantir que todos os pensionistas que necessitam de apoio tenham acesso a esta prestação social.
A Apple, a Microsoft ou Facebook são algumas das grandes empresas que se comprometem a pagar igual salário a homens e a mulheres.
Decorrem até ao dia 9 de setembro as candidaturas ao prémio Comité Económico e Social Europeu (CESE) para a Sociedade Civil 2016. Nesta edição a temática das migrações está em destaque.
A Human Rights Watch é uma das maiores organizações mundiais dedicada à defesa dos Direitos Humanos. Vivências aterradoras e irreais são denunciadas, tornadas públicas, combatidas e erradicadas graças ao trabalho incessante que a Human Rights Watch desenvolve em mais de 90 países. O Impulso Positivo quis saber mais sobre Direitos Humanos pela voz de quem conhece a realidade mundial, e falou com Emma Daly, Diretora de Comunicações da organização.
A Universidade Aberta será palco do I Simpósio Internacional de Educação e Pedagogia “Paz e Cidadania Global” na década internacional consagrada pela ONU (2013-2022) à aproximação das culturas, que decorrerá dias 15 e 16 de setembro em Lisboa.
A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) lança hoje uma campanha de prevenção de abusos sexuais de crianças e jovens, apelando à denúncia deste crime, para que possa ser investigado e a criança apoiada.
Depois do enorme sucesso da 1ª edição do projeto Buondi Surf Sessions, Buondi volta a oferecer aulas de surf, de norte a sul do país, a quem nunca ousou ou teve oportunidade de experimentar ou até mesmo a quem quer experimentar pela segunda vez.
Hoje, 18 de julho, Sete pontes de Lisboa, incluindo viadutos e aquedutos, vão transformar-se em "Pontes Mandela", para assinalar o aniversário do líder sul-africano e lembrar os valores da justiça, solidariedade e igualdade.
Vários líderes mundiais e jovens ativistas juntaram-se ontem na sede das Nações Unidas para o lançamento de uma nova parceria e fundo que visa alcançar esse objetivo. Trata-se da Parceria Global para acabar com a Violência contra as Crianças.
Estão abertas as candidaturas ao Prémio Cidades Acessíveis, até dia 8 de setembro. Trata-se de uma competição europeia que visa premiar as cidades empenhadas em proporcionar um ambiente acessível para todos, em especial para as pessoas portadoras de deficiência.
O funeral de Elie Wiesel aconteceu este sábado em Nova Iorque, onde faleceu aos 87 anos. Wiesel recebeu o Nobel da Paz em 1986 pelo seu papel na manutenção da memória sobre o holocausto dos judeus e pela sua voz crítica em relação a atrocidades como o genocídio no Ruanda ou as matanças na antiga Jugoslávia. Defensor dos Direitos Humanos, denunciou o racismo e a violência pelo mundo.
Mais de 73 mil crianças com comportamentos em risco foram acompanhadas, em 2015, pelas Comissões de Proteção de Crianças e Jovens. Os dados são do relatório anual de avaliação destas comissões, citado pela Rádio Renascença.
A Situação Mundial da Infância, relatório anual de referência da UNICEF, traça um cenário sombrio sobre o que espera as crianças mais pobres do mundo se os governos, os doadores, as empresas e as organizações internacionais não acelerarem esforços para responder às suas necessidades.